quinta-feira, 16 de julho de 2009

Diferente



" de perto ninguém é normal..." (Vaca Profana - Caetano)

Há tempo que eu venho querendo encarar o meu rosto,
Dizer-me impropérios sinceros, chamar-me de louco.
Mas fico esquivando atroz do meu eu eloqüente,
Querendo mostrar que é igual ser tão diferente.

Daí escancaro as janelas da leve minh ´alma,
E abraço meu eu com fervor, minha boca escancara,
Me beijo, me arranho, me digo palavras marcadas,
E deixo caírem sem graça todas as máscaras.

Descubro o profundo e o escuro de ser pelo avesso,
Mas que toda dor desemboca em um recomeço,
E aceito que o mundo é melhor se for desse jeito,
Transformo as doces esquinas em meu endereço.

Me perco em estrofes famintas do pão do sossego,
Me afogo em olhares fugazes, em bocas, em peitos.
Já não me esquivo e nem fujo do eu eloqüente,
Pois sei que eu me igualo a você porque sou diferente.

Roberto Ney O. Araújo Júnior

P.S.: Essa é um músico-poema de minha autoria que está na minha lista VIP de preferidos... (:

Como diria uma querida amiga : beijo pra quem é de beijo e abraço pra quem é de abraço... (by Mariana Sales.)

10 comentários:

  1. Hum tb gostei muito deste texto principalmente este final"Já não me esquivo e nem fujo do eu eloqüente,Pois sei que eu me igualo a você porque sou diferente."
    Todos nós somos diferentes uns dos outros e é isso que torna doce e envolvente está vida me conhecer gente....Beijos....e ótimo fim de semana.

    ResponderExcluir
  2. Meio complexo, pois se odiar e se amar chega a ser uma arte, que muitos deveriam ter para viver melhor...

    Belo texto menino.

    Fique com Deus, menino Roberto Ney.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. Deve ter ficado muito bacana essa música e sua melodia.

    Noite de luz!

    Rebeca

    -

    ResponderExcluir
  4. Curti seu poema... principalmente porque ele é simples de ser entendido... poemas tem que ser assim não nos obrigar pensar apenas sentir algo

    abraços

    ResponderExcluir
  5. Mtooo bommm!
    Quero ouvir a música. Tenho certeza que irei gostar.
    Saudadeeeeeeee
    Um beijo enorme, amigo poeta!

    ResponderExcluir
  6. JU, quando eu gravar um video com a música postarei aqui, ok!
    Sua visita é sempre um imenso prazer.
    Beijo grande!

    ResponderExcluir
  7. Realmente me identifico com o que vc escreveu,pois para mim eu vivo pelo avesso. Obrigado por acompanhar meu engatinhar na blogsfera.

    ResponderExcluir
  8. Perfeito! Um dizer com inquietude e gana...
    Axé.
    LU MARIA

    ResponderExcluir
  9. Poxa...me imaginei recitando esse poema no palco...vou copiar rsrs Parabéns!!! Beijo!!

    ResponderExcluir

Obrigado pela visita. Espero que tenha tido uma boa leitura. Volte sempre... abraços!