sábado, 7 de março de 2009

Casaco de pele


Não entendo por que me negas teu olhar.
Não vês que eu me despi das minhas mentiras?
Não sei por que insiste em me negar teu sorriso,
Se minha boca escancarada devora cada pensamento teu.
Quero ouvir tuas palavras horizontais
E sentir meu corpo sangrar com tuas doces mordidas.
Sofreria bem mais sem tua boca macia.
Sangraria bem mais sem tua leve alegria.
Quero fazer da tua pele a minha fantasia,
Cobrir-me por inteiro,
Vestir-me dos pés à cabeça,
E nunca mais sentir frio.
E nunca mais sentir mais nada,
Sem ti
Em mim.

Grande abraço aos meus leitores tão especiais...

30 comentários:

  1. Uau!!

    Casaco de pele... já me ganhou com o título.

    Eu entendo bem o que é isso: necessitar com urgência da presença de alguém. Não só a presença espiritual, mas também a física.

    Parabéns, poeta.

    ResponderExcluir
  2. Hum, interessante as frases:
    "Quero ouvir tuas palavras horizontais"
    "E sentir meu corpo sangrar com tuas doces mordidas".

    Dá para pensar umas coisas "maneiras" com que se ama...

    Hua, kkk, ha, ha, brincadeira com um fundo de maldade.

    Fique com Deus, menino Roberto.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. Muito bom este post. É bom também saber que recebi sua visita lá no Circo da Notícia. Gostei do seu trabalho, bem original. Estou de olho agora! Abraço!

    ResponderExcluir
  4. O difícil de comentar em poesias assim, é que fica complicado escrever o que você sentiu quando leu. Mas posso dizer que adorei! =]

    ResponderExcluir
  5. Por que se fechas?
    Por que não te entregas?

    Não é isso?

    ResponderExcluir
  6. Roberto, essa imagem faz contemplar a beleza do teu poema.Essa poesia é uma canção, que toda a mulher merece ouvir.

    Grande abraço, foi um privilégio ter estado aqui.

    ResponderExcluir
  7. Texto simplesmente belíssimo. Devorei cada palavra. Muito, muito bom!!!

    Xêrooo!!!

    ResponderExcluir
  8. Amigo Roberto, valeu! Obrigado por sua visita, fico muito honrado e feliz. Somos felizes quando contribuímos para a felicidade dos nossos semelhantes. Deixo um abraço fraterno e justo. Cada vez que volto aqui me sinto melhor, parabéns. Seu Blog esta a cada dia mais interativo. Sua postagem de excelente qualidade e atrativa, gostei, maravilha! Votos de muito sucesso, de par com os de um ótimo e alegre final de semana. Encontraremos-nos sempre por aqui... Aguardo sua visita. Que a misericórdia divina nos cubra de suas infinitas bênçãos, muita paz, luz e proteção.
    Valdemir Reis

    ResponderExcluir
  9. Eis um blog de um artista libriano!

    Muito legal.

    Abraços,

    Enfil

    ResponderExcluir
  10. Por vezes desconhecemos os verdadeiros motivos... *

    ResponderExcluir
  11. Lindo demais!!Parabéns!

    Boa semana pra vc!
    Abraços

    ResponderExcluir
  12. Noooossa...

    Arrepiei-me com teu poema!

    Parabéns...muuuuuito bom!!

    p.s.: acho que vou mandar para meu namorado!

    ;)

    ResponderExcluir
  13. Obrigada Roberto! Tbm já fiz do seu blog parada obrigatória! E como é bom ler bons textos, boas poesias...muito bom passar por aqui! Gostei do "casaco de pele"!!!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  14. Desse jeito não dá pra sentir frio (rsrs). És libriano? Hummmm, assim como eu. Beijões!

    ResponderExcluir
  15. Só nega essa entrega, quem não quer sentir... *

    ResponderExcluir
  16. Despir de mentiras é fácil para quem se despe, depois tem de se ter calma e esperar para o outro ter tempo de se vestir de acreditar ;)

    beijo

    ResponderExcluir
  17. Gostei de ver suas expressões de arte de várias maneiras! Interessante!

    ResponderExcluir
  18. Obrigada pela visita :)
    Realmente, eu, e mais um monte de pessoas deveríamos pensar mais em não criar caminho para os outros seguirem; e sim, cada um criar o próprio caminho.
    Estou aprendendo a lidar com isso, aos poucos.
    Mais uma vez, obrigada.
    Volte Sempre.

    ResponderExcluir
  19. taí uma coisa q me chama atenção, sempre tem alguém q fica com o 'pé' atrás, mesmo com a entrega incondicional do outro.
    bjs

    [obrigada pela visita]

    ResponderExcluir
  20. Poema tocante. Amei.

    Sobre o livro que vc me perguntou, é simplesmente ótimo.
    A história é fantastica.
    Apesar dos personagens serem verdadeiros loucos. rs

    Indico mesmo. =D

    Beijos e bom fds.!

    ResponderExcluir
  21. Quando me despi de minhas m,entiras,
    Já não estavas mais ali...
    Quando quis dizer verdades elas foram terríveis,
    E eu preferi voltar a mentir.

    Quando dei, sem pensar,
    Adeus a todo pensamento
    (E isto sem dormindo estar!),
    Meu silêncio se foi com o vento...

    ResponderExcluir
  22. Valew pelo comentário lá no meu blog. E parabéns pelo o que você conseguiu aqui: Um bom espaço para ótimos textos. Vou voltar mais vezes.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  23. Muito bom mesmo. Supreendente. Abraço e parabéns.

    ResponderExcluir
  24. Amigo,tem selinho para vc lá no meu blog.Espero que goste!

    beijos

    ResponderExcluir
  25. "E nunca mais sentir mais nada,Sem ti.Em mim."

    Uau amei, Parabéns :) Obg pela visitinha volte sempre. :)

    beijoooos.

    ResponderExcluir
  26. Tocavam os raios ensolarados e madrugadores
    Nas vastas planícies, terras por conquistar…
    Do chão brotavam vidas e esperanças de amores
    Colhidas por ninfas ao som de flautas, a dançar

    Mas nessas terras, também corriam ventos de tirania
    Trazidas por lordes e senhores de um Rei ditador…
    Cobrando liberdade a um povo que por ela ardia
    Forçados às leis impostas pelas espadas, suor e dor

    Um resto de uma agradável semana!

    Bem-haja!

    O eterno abraço…

    -MANZAS-

    ResponderExcluir
  27. "Não entendo por que me negas teu olhar.
    Não vês que eu me despi das minhas mentiras?"

    Que lindo!
    Fico feliz em conhecer o seu blog!

    Um abraço carinhoso

    ResponderExcluir
  28. 'E nunca mais sentir mais nada
    Sem ti
    Em mim '

    Sou uma boba com poemas, sempre me emociono, mas esse em especial me tocou. Não digo só pra puxar saco não. Você escreve bonito demais. E intenso, também. Pobre dos meus textos, eles sim não tem metade da intensidade desses aqui haha.
    Fiquei feliz pelo comentário, vou acompanhar!

    Um beijo

    ResponderExcluir

Obrigado pela visita. Espero que tenha tido uma boa leitura. Volte sempre... abraços!